NOTÍCIAS



26 Dezembro 2017

Shopping Centers investem em experiências que vão além do consumo

Os Shoppings Centers eram considerados apenas centros de conveniência que ofereciam uma variedade de lojas, em um só local, facilitando a vida dos consumidores. Hoje, a tendência crescente é que sejam pensados como um ambiente de convivência e ofereçam experiências que vão além das compras.

Segundo dados divulgados pela Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce), cerca de 60% dos visitantes buscam opções de entretenimento. São ações focadas em oferecer diversão para toda a família. Exemplo disso é o posicionamento do Parnaíba Shopping, no Piauí, que além de trazer o tradicional mix de lojas, garante uma programação gratuita e diversificada em pontos estratégicos do local.

O empreendimento busca oferecer ações específicas e interativas a cada semana, considerando datas comemorativas e o calendário infantil de férias para direcionar as atividades propostas. "No último mês de julho, por exemplo, buscamos ofertar opções de recreação, oficinas e espetáculos voltados para o público infantil. Desde então, já organizamos vários outros momentos culturais como a Semana de Dança, Semana da Pátria, Semana de Luta e outros. O intuito é que toda a família se divirta enquanto um assiste filme, os outros participam de uma aula ou conferem uma exposição artística", comentou Marcelo Gurgel, superintendente do shopping.

Este ano, por exemplo, a I FENGETEC – Feira de Engenharia e Tecnologia do CREA JR-PI/Parnaíba, aconteceu no shopping proporcionando aos visitantes conhecer de perto novas ideias acadêmicas dos estudantes dos cursos de engenharia da cidade. Na prática, o entretenimento tem se mostrado como um dos segmentos de grande crescimento neste setor. Dados do levantamento bianual da Abrasce constataram um aumento no hábito de ir ao cinema, com um salto de 79% para 88%, de 2012 a 2016.  Prova disto também foi o percentual de visitantes com objetivo principal de ir ao cinema ter quase dobrado em relação ao cenário de cinco anos atrás: salto de 4% do público para 7% no ano passado. Este mercado continua exercendo grande influência na alimentação, sobretudo, ao considerar-se que 86% do público que foram ao cinema consumiram alimentos no estabelecimento.

De olho neste comportamento, o Parnaíba Shopping busca criar ambientes de entretenimento dentro do empreendimento e assim satisfazer aos visitantes com uma programação extra aos que já estão acostumados. Apresentações musicais e a presença de DJs na praça de alimentação são algumas das ações que melhoram a vivência dos visitantes.

"Nosso cinema garante um momento de lazer único trazendo estreias nacionais e internacionais, mas a experiência não encerra ao fim do filme. Buscamos fidelizar e agradar aos nossos clientes desde a entrada, oferecendo a comodidade de um vasto estacionamento, com mais de 500 vagas para carros e motos, até uma deliciosa refeição em um ambiente climatizado, confortável e com muita música boa", completou o superintendente do Parnaíba Shopping, Marcelo Gurgel.

A mudança de estratégia e ações do shopping em relação ao seu público-alvo tem mudado a forma como os frequentadores reconhecem e se relacionam com o empreendimento. Para a servidora pública, Islânya Silva, iniciativas como essas criam nos visitantes um hábito maior de ir ao shopping. "Quando sabemos que toda semana encontramos uma programação especial de música, atividades físicas e culturais, pensamos no shopping como mais uma atraente opção de lazer. Um local para relaxar e nos divertirmos com amigos e família", comentou.